LimeiraPolicial

Ações policiais durante saída temporária resultam na prisão de infratores

Durante o período de 12 a 19 de março, mais de 32 mil infratores que cumprem penas em estabelecimentos prisionais do Estado de São Paulo receberam o benefício da “saída temporária”. Para garantir que esses indivíduos cumpram as condições estabelecidas pela Lei de Execução Penal, policiais militares intensificaram as ações de fiscalização em parceria com o Poder Judiciário e a Secretaria de Administração Penitenciária.

Graças a essa colaboração, os policiais têm acesso aos processos dos réus em dispositivos móveis das viaturas, permitindo verificar se as regras da saída temporária estão sendo seguidas durante as abordagens. Isso inclui garantir que os condenados estejam dentro de casa nos horários permitidos pela Justiça.

Na área de atuação do Trigésimo Sexto Batalhão de Polícia Militar do Interior (36º BPM/I), que abrange oito cidades, incluindo Limeira, Iracemápolis, Cordeirópolis, Araras, Conchal, Leme, Santa Cruz da Conceição e Pirassununga, foram realizadas prisões de 13 réus que descumpriram as medidas impostas ou cometeram novos crimes.

Em Limeira, por exemplo, dos sete infratores abordados, quatro estavam fora do horário estabelecido, um estava fora da comarca informada e um estava em local incompatível. Em Conchal, dois réus foram detidos por descumprimento de horário e três foram presos em uma tentativa de furto residencial. Em Araras, um beneficiário da saída estava fora do local fornecido, e em Pirassununga, um infrator foi surpreendido transitando em horário não permitido.

A colaboração da população é fundamental para ajudar a recapturar esses infratores. Qualquer informação pode ser reportada ao Disque Denúncia (181), no site da Polícia Militar ou pelo telefone de emergência 190.

Limeira, 21 de março de 2024.