DestaqueLimeiraPolitica

CPI que investiga Prefeitura sobre qualidade dos serviços prestados pela Elektro realiza última reunião 

Trabalhos foram encerrados após rejeição de pedido de prorrogação pelo Plenário 

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a Prefeitura quanto à qualidade dos serviços prestados pela concessionária de energia elétrica no município, a empresa Elektro Redes S.A. (Neoenergia), realizou nesta terça-feira, 5 de março, a última reunião. As investigações foram encerradas sem a apresentação de relatório final, por decurso de prazo, após a rejeição, pelo Plenário, do Requerimento de CPI Nº 1/2024, pedindo prorrogação dos trabalhos, durante a sessão ordinária de 26 de fevereiro.  

“Após meses de trabalho, debates e análises, essa Comissão encerra suas atividades”, declarou o presidente da CPI, vereador Elias Barbosa (PSC). Na reunião, o parlamentar destacou as conquistas e descobertas realizadas pelo colegiado ao longo do período de duração das investigações. “Hoje sabemos que as causas da queda de energia em nossa cidade acontecem quase que exclusivamente por causa da falta de poda de árvores. Acho que, neste sentido, temos que cobrar e buscar uma resolução que faça com que essas empresas trabalhem para o bem comum”, pontuou Elias.  

O vereador também citou o recebimento de dois abaixo-assinados pela CPI. “São documentos enviados por pessoas que acreditaram no trabalho, que viram evolução no atendimento”. O presidente do colegiado também agradeceu à Elektro, que compareceu a todas as reuniões e sempre ofereceu as respostas aos requerimentos de informações.  

“Nosso obrigado a todos aqueles que acreditaram e acompanharam o nosso trabalho”, encerrou Elias. 

Os trabalhos foram transmitidos ao vivo e o vídeo pode ser conferido na íntegra neste link

A CPI 

A CPI é composta pelos vereadores Elias Barbosa (PSC), presidente; Jorge de Freitas (PSD), relator; Isabelly Carvalho (PT), vice-presidente; Lu Bogo (PL), secretária; e Marco Xavier (Cidadania), membro. Também acompanharam a reunião o procurador legislativo da Câmara, Maroilton Almeida Santos; e o representante da Prefeitura, o procurador Paulo Roberto Barcellos. 

O colegiado foi criado pelo Ato da Presidência Nº 32/2023, por meio do Requerimento de CPI Nº 4/2023, de autoria de Elias Barbosa. Todas as deliberações da Comissão são registradas em ata.